Fatcrystal - Full Spectrum Nutrients

Passo a passo de como clonar...

Preparando as plantas mães.

O processo mais importante na seleção dos clones, por incrível que pareça, é escolher corretamente uma planta mãe. Uma planta mãe, é uma cepa fêmea mantida no estado vegetativo e que nunca vai entrar na floração.

Plantas femininas produzirão 100% de clones femininos e todos carregarão exatamente a mesma genética da planta mãe.

Vale lembrar que não podemos ter uma planta mãe automática, pois mesmo mantida em regime 24/24h de luz ela vai florecer.

Uma planta mãe pode ser mantida por vários anos, existem relatos de plantas mães com até 6 anos, mas sugere-se que comece de novo, a cada ano, a germinação através da semente, a fim de propagar uma nova plnata mãe mais forte e saudável.

Se você quiser garantir a produção de gemas de qualidade, então inicie novas mães, a cada ano, sempre a partir da semente.

Minha planta hermou e deu semente, os meus novos clones também vão dar?

A resposta é sim, por isso escolha sempre uma planta mãe sensimilla (que produza buds sem sementes).

Qualquer planta feminina pode ser uma planta mãe. Ela pode ser cultivada a partir de uma semente ou ser um clone de um outro clone.

As mães devem ser saudáveis, livre de pragas e doenças, escolha sempre a rainha do grow.

Os clones devem ser retirados de uma planta na vega, mas também podem ser retirados das mães, no máximo até a segunda semana da flora, entretanto, esses clones, floridos, vão experimentar choque revegativo e serão difíceis de cultivar, mas não é impossível.

O enraizamento, de estacas floridas, podem levar até três vezes mais para enraizar e se você tiver que retirar, o clones na flora, faça o corte quando a planta estiver com uma ou no máximo duas semanas de floração, caso contrário esqueça.

Um segredo para obter clones fortes e saudáveis é alimentar as plantas mães, via aplicação foliar, com nosso  extrato de alga marinha presente no Fatcrystal Roots, contendo hormônios naturais de crescimento, a aplicacão deve ser dia sim, dia não e começar por volta de uma semana antes da clonagem. Isso incentivará e muito o crescimento de novas raízes.

Dicas para cuidar de uma planta mãe.

Sob 24h de luz constante, a planta mãe regular não entrará na flora, a desvantagem é que a mãe pode crescer mais rápido do que o necessário, para resolver esse possível problema a iuminação vai ajudar e seguindo no esquema de luz 18/6 a planta terá um crescimento mais lento, do que o esquema 24/24 e receberá um bom período de descanso, assim seus clones vão demorar mais para crescer na vertical.

A desvantagem do esquema 18/6 de luz é que existem linhagens muito sensíveis, que podem começar a florescer antes do tempo, especialmente se as mães são mantidas por um longo período de tempo. Algumas cepas são mais propensas a florescer, geralmente as sativas puras requerem luz máxima esquema 24/24h assim enganamos a planta e ela começa a pensar que chegou o verão, já  as indicas, são o inverso e lidam melhor com o esquema 18/6h.

Quais nutrientes devo usar?

Enquanto a planta mãe estiver ativa no estágio de crescimento vegetativo, alimente-a com um fertilizante rico em nitrogênio, fósforo, potassio, cálcio e magnésio, cujo o NPK seja equilibrado e proprio para a vega, conheça o nosso Fatcrystal 3-Parte Base Nutrients  e ofereça as doses necessárias, para as prolongadas semanas de vega.

Uma semana antes de tomar os novos cortes, a planta mãe vai precisar de nutrientes com baixo teor de nitrogênio e alto teor de fósforo.

Pulverizar a folhagem dia sim dia não, com o nosso Fatcrystal Roots vai acelerar este processo, reduzindo a dose de nitrogênio, aumentando os níveis de carboidratos e introduzindo os hormônios de crescimento essenciais para a formação das raizes.

Doses de nitrogênio, mais baixas, na planta mãe, vão acelerar o enraizamento em clones, então cerca de uma semana antes de você retirar as suas estacas vc deve reduzir a quantidade de nitrogênio, presente na solução nutritiva e 3 dias antes da clonagem, vc pode fazer um pequeno flush para retirar o excesso dos minerais  do solo.

O nitrogênio em execesso, presentes nas plantas mães, inibem o crescimento das raízes, logo níveis reduzidos de N na planta mãe, vão ajudar os clones a enraizarem ainda mais rápido.

Vc sabia que 90% dos growers profissionais, usam o esquema de 3-Partes (Grow, Micro e Bloom) para alimentar as plantas mães, assim eles conseguem controlar as doses, dos nutrientes, necessárias para uma vega prolongada.

O Fatcrystal Bloom presente em nosso kit de 3-Partes, não contém nitrogênio e quando usado na hora certa, automaticamente diminuirá a quantidade de nitrogênio armazenado na planta, aumentando a quantidade de fósforo + carboidratos, ambos necessários para a produção de raízes saudáveis.

Quantos clones devo cortar?

Sempre haverá diferenças naturais entre os clones. Os clones tomados em grande número compensarão o mau desempenho e a mortalidade dos outros. Os que enraizam mais rápido, além de terem o crescimento vegetativo mais vigoroso, também vão ter o melhor potencial de florescimento.

Qual é a melhor hora para fazer os cortes e retirar os clones?


Embora as estacas possam ser colhidas a qualquer momento no ciclo de vida de uma planta, a melhor época para tomá-las é por volta de uma semana antes da entrada da flora, nessa fase os ramos já estão mais maduros e fortes e isso vai ajudar o clone a se desenvolver mais rápido.
Clones retirados antes do tempo são mais díficeis de enraizar e mais sucetíveis a murchar e morrer.

Colheita perpétua


A maioria dos growers, têm 3 ambientes de cultivo, um berçario para a clonagem, uma tenda para crescimento vegetativo e o outro espaço dedicado somente à floração. Os produtores comerciais combinam ciclos de floração e colheita de oito semanas, com clonagem contínua para formar o que é conhecido como “colheita perpétua”.
Exemplo de uma colheita sem fim: uma planta sai do espaço da flora, no dia seguinte, uma nova planta da vega assumi seu lugar e deixando o seu lugar para um novo clone...


Técnicas de Clonagem

A clonagem bem sucedida requer cuidados com a limpeza, pois as estacas são sensíveis a doenças externas, condições adversas como o frio e pouca umidade, retardarão o enraizamento e aumentarão as taxas de mortalidade.

Antes de começar
  •      Selecione uma planta-mãe forte e saudável.
  •      Lave bem as mãos.
  •      Mantenha sua área de trabalho e ferramentas limpas e estéreis. 
  •      Certifique-se de ter todos os seus suprimentos de clonagem ao alcance.
Antes da clonagem, os clones expostos podem murchar em poucos minutos, por isso é melhor ter todos os materiais prontos antes de começar.


O Cubo de Lã de Rocha é um excelente meio de clonagem por ser: estéril, barato, biodegradável, portátil e ainda pode ser transplantado para qualquer sistema com um mínimo de choque de transplante.

Lista de materiais

  •      Enraizador Fatcrystal Clones.
  •      Lâmina de barbear estéril e tesoura com corte grande.
  •      Pote com água para colocar os clones.
  •      Tábua de cortar, para fazer os cortes angulares.
  •      Cubos de lã de rocha.
  •      Bandeja com ou sem fenda.
  •      Dome, aquela cúpula transparente para reter a umidade.
  •      Berçario com iluminação, temperatura e umidade controlados.

 Preparando o Cubo de Lã de Rocha

  • Remova o plástico dos cubos (o plástico pode criar algas).
  • Separe por volta de 3L de água sem cloro.
  • Prepare a solução nutritiva com nosso Fatcrystal Start.
  • Mergulhe os cubos na solução por volta de 30m.
  • Drene o excesso de água nos cubos e coloque os na bandeja.
  • Caso os cubos não tiverem buraco, faça um, com a ajuda de um lápis, na metade do centro de cada cubo.
  • O buraco não pode ser mais largo do que a grossura do caule da estaca.
  • Cubra os cubos preparados com a cúpula e os deixe secar.

Escolhendo Clones

Os ramos laterias inferiores médios, são os preferidos, pois contêm a maioria dos hormônios de crescimento. Os ramos mais baixos, os do primeiro andar, são frequentemente mais finos e menos desenvolvidos e sua taxa de mortalidade será maior.

Os clones maduros e com folhas alternadas, são os melhores, já os clones imaturos têm folhas opostas pequenas e finas.

Apare as pontas das folhas grandes, somente as grandes, cortando as pontas, assim estaremos induzindo as estacas a liberarem doses extras de auxina, principal hormônio enraizador. O corte vai servir também para minimizar o peso das folhas que as raízes recém formadas vão ter que suportar.

Selecionando o clone. Onde eu corto?

Selecione um ramo lateral médio, corte a haste principal logo acima do nó, próximo ao caule e reserve o mesmo em um pote com água.

O corte pode ser feito com uma tesoura esterilizada ou uma lâmina de barbear.
Ao fazer o corte, você deve cortá-lo até ter somente um *internode, ficando as folhas para cima. Tente fazer um corte que tenha pelo menos 10cm de comprimento. Uma vez feito o corte, retire todas as folhas e ramos extras, exceto as duas folhas em leque e a ponta crescente com a gema do galho. Isso deixará um bom tamanho de tronco para espetar os clones nos cubos.

*Internode é o local onde a folha intercepta o caule principal.

As mudas retiradas dos galhos médios inferiores são os melhores, pois geralmente contêm uma quantidade maior de hormônios, nutrientes e açúcares, logo enraízam muito mais rápido do que os do topo da planta.

Não use o top bud para clonar, pois o mesmo vai produzir poucas ramificações, a famosa planta vassoura.

Seja muito delicado com seus clones, durante todo o seu ciclo de vida. Qualquer tipo de stress pode retardar o seu crescimento.

Aparar o clone bruto

Uma vez que o clone esteja em mãos. Corte logo abaixo do nó (internode) mais em um ângulo de 45 graus, aqui é legal usar uma placa de corte ou mármore limpo, pois é nessa hora que pode haver contaminação.

Remover as grandes folhas de ventilação vão ajudar no processo de absorção de água e nutrientes, assim não sobrecarregando o corte ainda frágil.

Plantando os clones nos cubos de lã de rocha


Mergulhe o clone, já aparado, na solução de clonagem Fatcrystal Clones certificando-se de que o internode também foi inserido e teve contato com a solução.

Não esmague e nem encoste o caule recem cortado no fundo do recipiente.

Suavemente empurre o caule para o buraco e se for muito grande, aperte suavemente a lã de rocha ao redor da haste para selá-la.

Cúpula (dome) e Iluminação

Pode parecer estranho, mas nos primeiros dias, a melhor maneira é borrifar o dome ou cúpula ao invés de borrifar diretamente as folhas do clone.


A cúpula de umidade deve ser deixada fechada por cerda de 4 dias e levantada diariamente para a troca de ar.

No 5º dia, remova a cúpula.

As Raízes devem começar a sair do cubo por volta do 10 dia, alguns casos menos em outros mais.

Se as folhas inferiores começarem a ficar amarelas e morrerem, não se preocupe, isso é perfeitamente normal. É a planta alimentando-se de si para sustentar a vida, movendo nutrientes e água valiosos que ela armazenou.

Não remova as folhas mortas em clones até que a planta esteja bem enraizada. Se você remover as folhas amarelas ou mortas, a planta pode passar fome e morrer completamente.

Quando o clone tiver desenvolvido raízes, replante onde você quiser.

Manutenção diária

Troca de ar: levante a cúpula pelo menos uma vez por dia (durante os primeiros 3-4 dias, depois remova a cúpula). Aqui está um pequeno truque; assopre dentro da cúpula para aumentar os níveis de CO2.

Rega

A cada 2 dias quando os clones estão sob a cúpula e depois uma vez por dia. Uma vez que as raízes se mostrarem, você vai ter que regar duas vezes por dia para manter as raízes úmidas.

O pH da água dentro do cubo lã de rocha subirá lentamente; re-hidratar os mesmos com uma solucão a 5.6-5.8 pH vai restaurar os níveis de pH dentro da zona da raiz.

Permitir que os cubos sequem levemente forçará as raízes a procurar por água e a estimular o enraizamento vigoroso (mas não permita que os cubos sequem completamente!)

Após a cúpula ter sido removida, vc já pode enrtar com os nutrientes e nessa hora o Fatcrsytal Roots será a melhor opcão!

Verificação das raizes

As raízes devem começar a sair do cubo em 7-10 dias. Um puxão para cima no clone dirá se ele está enraizado (só faça isso depois de 10 dias).

As raízes podem estar presentes, mas ainda não terem saindo do cubo. Em caso de dúvida, abra cuidadosamente o cubo para ver se alguma raiz está presente.

Inicialmente, os clones extrairão as suas necessidades nutricionais das suas próprias folhas e as mesmas poderão ficar amarelas. Este é um bom sinal, pois é a prova de que o clone já começou a enraizar e está crescendo como o esperado.

Muitas vezes os clones não enraizados parecem saudáveis ​​e verdes e podem nos enganar.

Para facilitar as coisas, você pode separar os clones não enraizados em suas próprias bandejas. As raízes devem ser brancas e difusas. Se um clone não tiver apresentado raízes em duas semanas, vc pode removelo. Raízes marrom indicam contaminação, nesse caso descarte imediatamente.

Ocasionalmente, as pontas das raízes ficam queimadas e em clones esse é um sinal para regar com mais frequência.

Borrifar a planta, diariamente, com o nosso Fatcrystal Roots, entre 100 a 200 PPM.

Uma vez enraizado

Quando você ver, pela primeira vez, que o clone já está enraizado, você pode diminuir de pulverizar as folhas e passar a regar o cubo.


Este é um momento crítico: quando você vê as raízes, regue o cubo e abra a barraca um pouco para permitir que o ar circule.

Verifique diariamente e se após os primeiros dias eles estiverem vivos pode relaxar pois deu tudo certo.

Uma vez que os clones tenham raízes plenamente estabelecidas, eles podem ser colocados sob luz fraca e em um regime de nutrientes fraco (250-350 ppm),

Os clones geralmente levam de 10 a 20 dias para desenvolver um sistema radicular forte e saudável. Uma vez estabelecido o sistema radicular, os clones são transplantados para um recipiente maior ou para o susbstrato inerte.

Geramente Clones não gostam de super solo com diversos materias orgânicos, caso tenha micorriza aqui chegou a hora de usar e fazer o transplante, Micorriza no substrato inerte é muito bom para os clones.


Dicas

  •     Não coloque a bandeja dos clones diretamente em uma esteira de aquecimento. O calor pode cozinhar as raízes, mesmo com um timer.
  •     Dê aos seus clones enraizados uma alimentação foliar, a cada 3 dias, com nosso extrato de alga marinha para lhe dar um rápido aumento de crescimento.
  •     Marque as datas de todas as bandejas.
  • Tente manter as diferentes linhagens organizadas, cada uma em suas própria bandeja.
  •     Use os nutrientes sempre frescos e recem diluídos.
  •     Embora a maioria dos clones esteja pronta para plantar dentro de 10 a 14 dias, você pode mantê-los por meses, se necessário, utilizando certos métodos de preservação.
  •     E não se esqueça de UMIDADE, UMIDADE, UMIDADE. Mas não exagere por muito tempo ou corre o risco de mofo e amortecimento.

Passo a passo para clonagem

Passo 1. Primeiro você deve selecionar sua planta mãe. Consulte a seção acima.

Comece pegando uma lâmina afiada e cortando um ramo saudável com cerca de 6 a 10cm (cerca de 4 nós para baixo) da planta-mãe com uma lâmina de barbear ou uma tesoura esterilizada, limpa e afiada.

Tome clones dos ramos inferiores médios. Procure ramos que sejam firmes e saudáveis. Você fará um corte angular logo antes do primeiro conjunto de nós.

Faça o corte em um ângulo de 45 graus (diagonal) para que haja mais área de superfície na base do caule para as raízes iniciarem.

Tome o seu tempo para cortar com muita precisão, certifique-se de não esmagar o final do tronco quando você estiver fazendo os cortes.

Imediatamente mergulhe seu clone na água até que esteja pronto para mergulhá-lo no hormônio do crescimento e plantá-lo (ou você pode armazenar seus clones cortados em água enquanto você estiver fazendo mais clones).

Passo 2. Você pode ter que cortar um conjunto ou duas folhas e nós de crescimento para que o caule possa caber no meio. Recorte rapidamente ramos / folhas extras e, quando estiver pronto para plantar, mergulhe imediatamente o recorte em seu hormônio de enraizamento já preparado. Você precisa deixar pelo menos dois conjuntos de folhas acima da linha do solo e um ou dois conjuntos de nós aparados devem estar abaixo do nível do solo.

Passo 3. Depois de molhar a estaca no nosso hormónio de enraizamento o Ftacrystal Clones, coloque gentilmente o corte em um meio de crescimento úmido (molhado com água destilada). Pegue uma espécie de ponta, lápis não-afiado, fundo de uma caneta, etc. para fazer um buraco no meio (um pouco maior que o caule) com cerca de meia polegada de profundidade, deixando espaço para a estrutura da raiz se desenvolver.

Passo 4. Leve e uniformemente regue a superfície de seu meio de enraizamento até que esteja úmido, tomando um cuidado especial para não regar em excesso e afogar o delicado sistema de raízes em desenvolvimento do seu clone. Mantenha seus clones úmidos em todos os momentos. Neste ponto, a fim de manter sua taxa de sucesso de clone próxima a 100%, é recomendável colocá-los sob uma cúpula de umidade (isso manterá a umidade e ajudará a estimular o crescimento da raiz além da medida) para manter a alta umidade.

Passo 5. Coloque os clones abaixo, por volta de 20cm, de uma lâmpada fluorescente, as lâmpadas branco-claro e branco-quente são ideais, e forneça um período de 18 a 24 horas diárias (luzes acesas).

Passo 6. Depois de plantar raízes geralmente tendem a iniciar após cerca de 7 dias e dentro de 14 dias um sistema radicular completo será cultivado e sua planta está pronta para transplante.

Abata qualquer clone que mostre sinais de raízes danificadas e apodrecidas. Estes clones terão um crescimento enfraquecido severamente lento.

Nota: não entre em pânico - algumas mudas podem mostrar sinais de murcha, mas recuperam sua saúde e rigidez em poucos dias. Se levar mais de 6 dias para o clone recuperar a rigidez, ou seja, se ainda estiver murchado, provavelmente crescerá tão lentamente que talvez nunca consiga alcançar os outros. É aconselhável removê-los de seu jardim ou mantê-los em sua câmara de clonagem para que eles possam cultivar um sistema radicular mais abundante e, eventualmente, florescer.

Você pode colocar seus clones em seus cubos dentro de uma bandeja forrada com perlita. Isso criará um ambiente agradável e úmido. O topo da cúpula retém a umidade dentro e ao redor da planta. Isto é extremamente importante para os primeiros dias, a umidade deve ser de 95 a 100%. Toque na parte superior da superfície e verifique se ela está uniformemente úmida. Preste muita atenção.


AVISO: Lembre-se de clonar apenas plantas que estão em seu estado vegetativo. (Isso significa que eles estão recebendo de 16-24 horas de luz).

Transplantado os clones

Passo 1. O primeiro passo é preparar seu novo contêiner. Encha um recipiente de 20L com substrato inerte de alta de qualidade. Encha-o deixando cerca de 15cm entre o solo e a borda superior do recipiente.

Ao cultivar uma Planta Mãe, ela vai precisar de um recipiente maior, por volta de 40L já será o suficiente caso você planeja mantê-la por um ano ou pouco mais.

Passo 2. Prepare o solo e caso tenha micorrizas vc pode usar nessa hora, caso contrário vc pode usar uma solução somente com o nosso Fatcrystal Roots.

Passo 3. Prepare o buraco do tamanho certo.

Passo 4. Retire com cuidado o solo com a raiz do recipiente. Uma maneira fácil de fazer isso é virar o contêiner de cabeça para baixo, colocando a mão por cima com os dedos entre a haste, virar o recipiente e deslizar para fora, permitindo que a bola de raiz fique na palma da sua mão. Tenha muito cuidado para não perturbar as delicadas raízes.

Passo 5. Com cuidado, coloque a bola de raiz no orifício preparado dentro do recipiente novo.

Passo 6. Cubra com solo e encha ao redor da raiz.

Passo 7. Faça a rega com Fatcrystal Roots e Fatcrystal Start, os dois juntos diluídos na mesma água.

Passo 8. Coloque suas plantas perto de uma fonte de luz e com o passar dos dias, por volta de 2 dias, já leve para baixo das luzes.

Hormônios de enraizamento

Os hormônios de enraizamento aceleram e muito os processos da planta no nível celular. Observe, quando uma estaca é tirada ela vai precisar desenvolver raízes para continuar a sobrevivência, ela tem que se adaptar e transformar a produção das células-tronco e passar a fabricar novas células-tronco. Os hormônios do enraizamento agilizam muito esse processo. Assim que você faz seu primeiro corte, os clones começam a criar naturalmente esses hormônios e enviá-los para a ferida do corte. Esse processo leva cerca de uma semana, mas quando você mergulha seus clones em um hormônio de enraizamento, ele preenche a necessidade até que os hormônios naturais assumam o controle e acelerem o crescimento.
Quando mergulhar, dê-lhes um mergulho de 5-10 segundos. Conheça Fatcrystal Clones nosso enraizador líquido de alta performance.
Cuidados ápos o corte
Depois de fazer o corte e espetá-lo com segurança, em seu novo meio de crescimento, o trabalho não está concluído! Essa é a parte mais delicada da vida de um clone e esse é o estágio crítico que determina a saúde e o vigor geral de sua pequena planta em desenvolvimento.
Quanto tempo demoram para enraizar
Após cerca de uma semana, você pode testar para ver se suas plantas começaram a torcer. Remova a cúpula de umidade e deixe-a por entre vinte minutos e duas horas. Observe os clones em busca de sinais de murchamento enquanto a cúpula é removida. Se as plantas não murcharem, elas provavelmente terão desenvolvimento suficiente para se sustentarem. Se não for notada murcha, deixe a dome desligada, se estiverem murchas, pulverize os cortes e a cúpula e substitua a cúpula na bandeja.

Depois de determinar que as plantas podem se sustentar, pare de pulverizar as estacas e deixe a cúpula de umidade desligada.
Rega
O crescimento das raízes é grandemente aumentado pelo oxigênio. Areje a sua água antes de usar. Você pode fazer isso facilmente agitando-o vigorosamente.

O cubo não deve se sentar na água. Enquanto a umidade estiver alta, você pode pulverizar com a solução pH 6,0 duas vezes por dia durante os primeiros 2 dias, depois uma vez por dia até a raiz aparacer.
Mas a umidade deve ser alta; você deve ver a condensação dentro das paredes da bandeja e talvez as folhas. Eu também spray as paredes da bandeja para mantê-lo úmido. Pulverize apenas as folhas e não os cubos.

Tenha em mente que quanto mais tempo você tem condições úmidas, maior a probabilidade de se ter mofo ou fungo; enraizar rapidamente é uma maneira de evitar condições demoradas.

A água deve ser fornecida pelas folhas da planta e pela haste cortada até que as raízes possam supri-la.
Ao regar seu meio de enraizamento, certifique-se de manter a superfície uniformemente úmida, tomando o cuidado especial de não regar em excesso e afogar o recém-formado sistema radicular de sua pobre planta. Água conforme necessário para manter o meio de crescimento uniformemente úmido e nunca deixá-lo ficar encharcado!

Não regue seus preciosos clones! Mantenha o meio uniformemente úmido. Você não quer que ele fique encharcado ou afogue suas raízes!

Verifique as raízes ao redor do oitavo dia abrindo um cubo ao meio com muito cuidado. Raízes brancas devem sair do nó.
Como eu sei se o cubo de lã de rocha requer rega?

A melhor maneira é pelo peso, assim que submeter o mesmo na água pela primeira vez, vc terá o peso do mesmo molhado, ficando fácil de mensurar quando o mesmo estiuverp seco.

Regando os cubos

Mergulhe o cubo até a metade em um balde de água com pH ajustado (5,5-6,5) por alguns segundos. Suavemente, sacuda (mas não esprema) o excesso de água.

Clones enraizados (as raízes estão aparecendo do cubo) devem ficar completamente encharcados por cerca de 15 segundos, pois eles têm a capacidade de absorver água rapidamente e usarão essa quantidade por 24 horas.
Os clones não zerados devem apenas dar um pequeno mergulho; 3-5 segundos no máximo. Chave: A umidade é melhor que saturada para encorajar a formação das raízes.

Não permita que cubos permaneçam na água. Se o excesso de água escorrer para a bandeja, esvazie-a.

Comece com altos nutrientes de nitrogênio quando as raízes emergirem do fundo do cubo - ¼ de força nos primeiros quatro a cinco dias, ½ - ¾ nos próximos quatro a cinco dias, e depois em seguida.

Este método deve dar 85-100% de sucesso, com raízes mostrando em 5-7 dias e profuso desenvolvimento radicular em 10 dias.
Umidade
Ao clonar, é importante manter os fatores ambientais em níveis ideais para garantir o mais próximo possível de uma taxa de sucesso de 100%. Um dos componentes mais influentes do sucesso do clone para regular adequadamente é a umidade, também conhecida como nível de umidade no ar. Os clones vão se enraizar o mais rápido quando os níveis de umidade estiver acima de 90% durante os dois primeiros dias, e gradualmente diminuindo para 80%.

O ar deve estar aproximadamente a 21°C.
Se você quer uma colheita bem-sucedida, é altamente recomendado por muitos produtores veteranos para colocar seus clones sob uma cúpula de umidade (isso irá manter a umidade e ajudar a estimular o crescimento da raiz muito) para manter a alta umidade. Certifique-se de misturá-los com freqüência com um borrifador cheio de água destilada e retire a cúpula várias vezes ao dia para garantir que eles recebam ar fresco. A razão pela qual você os embaça com freqüência (sim, os topos incluídos) é porque esses clones não têm estrutura de raiz inicial para fornecer água para a planta. Quando as plantas estão cobertas de água úmida, elas não secam rápido devido à umidade que você está fornecendo enquanto elas começam a estabelecer suas frágeis estruturas de raízes pequenas.

A transpiração é o processo no qual a água e os nutrientes viajam pelo caule das raízes até as folhas, onde são usados ​​na fotossíntese. Cabelos minúsculos chamados estômatos (minúsculos poros respiratórios localizados na parte inferior da folha) suam a umidade para permitir que a corrente de nutrientes continue fluindo. O vento ajuda na transpiração, soprando a umidade dos estômatos, e é por isso que o cúpula de umidade é tão importante.
Retire a tampa uma vez por dia e ventile-a por alguns segundos. Alguns produtores gostam de cortar pequenos orifícios nos cantos da tampa para que haja pouca ventilação. Colocar furos nos cantos da bandeja também se beneficia, permitindo a drenagem se as plantas ficarem excessivamente regadas. As raízes precisam de oxigênio para prosperar e sobreviver!

Deixe o cubo em uma cúpula de umidade em torno de 26 a 29°C 3 com cerca de 30-40 Watts de iluminação fluorescente por 24 horas por dia.
Clones e calor

Clones raiz melhor quando o meio de crescimento é mais quente que a temperatura do ar ambiente da sala. Quando o meio é alguns graus mais quente, aumenta a atividade química e acelera a formação das raízes. O meio de crescimento deve ser de 24 a 26°C, pois é o melhor. Qualquer coisa acima de 29°C pode ser perigosa e prejudicar as plantas. Esteiras de aquecimento ajudam a secar e aquecer os cubos.
Muitas vezes aqui é usada uma almofada de aquecimento, cabos de aquecimento ou uma lâmpada incandescente colocada abaixo dos cortes de enraizamento. Você vai querer manter a temperatura do ar de 15 a -12°C mais fria que o meio. Um meio de crescimento quente combinado com uma temperatura do ar mais fria irá diminuir as doenças e conservar os níveis de umidade.
Reduzir o estresse do corte

Ao controlar os níveis de luz, umidade e temperatura, seu trabalho é manter o corte delicado em um estado completo de dormência. As estacas sem raízes são muito sensíveis ao estresse. Todo esforço deve ser feito para minimizar a evaporação dos cortes e evitar níveis extremos de luz e temperatura. Mantenha a umidade o mais próximo possível de 100% e mantenha a temperatura da água e do substrato entre 21-29 °C. A água mais fresca irá abrandar a formação das raízes; a água mais quente incentivará a doença. Quanto mais baixo o nível de umidade, mais água a planta transpirará, fazendo com que o corte use alimentos armazenados para outras coisas além da produção de raízes. É importante manter as folhas o mais dormentes possível e permitir que o corte use mais energia no desenvolvimento das raízes.
Preservando Clones na Geladeira

Você pode manter os clones armazenados para uso posterior por alguns meses em uma geladeira fria - basta mergulhá-los em água fria e transferir para um saco com zíper. Abra a bolsa toda semana para deixar entrar ar fresco. Você também pode colocá-los dentro de uma toalha ou pano úmido. Mantenha a temperatura em sua geladeira acima de 4°C. Temperaturas abaixo desse nível podem causar danos às células da planta.

Isso pode ser útil por vários motivos. É possível que cultivadores muito pequenos cresçam sem o uso de plantas-mãe. Também é possível manter os machos na reserva sem perder espaço ou ter que se preocupar com o pólen caído. Segurando clones na geladeira oferece muitas novas possibilidades para testar muitos machos diferentes, segurando tensões ao avaliar, mudando a maneira como você tempo suas mães, etc.

Clones que são armazenados na geladeira desta forma realmente se originam mais rápido do que os clones não-reduzidos quando são removidos - até um ponto de 2 ou 3 semanas, quando eles demoram mais para a raiz e você pode perder alguns. Quando eles forem removidos da geladeira para serem replantados, certifique-se de recortar a haste com uma lâmina de barbear esterilizada, faca ou X-Acto.

Outro método de preservar seus clones é comprando um gel comercialmente disponível que permitirá que você armazene seus clones cortados até que seja necessário.

Folhas amareladas em clones não enraizados podem ser de muita luz, ou o caule pode não estar tocando firmemente o meio de enraizamento. Desligue todo o CO2 até que torçam. Demasiado fertilizante pode murchar ou murchar clones - a água da torneira está bem.
Problemas na clonagem?

Algumas variedades são mais fáceis de clonar do que outras. Existem Sativas que vão brotar tão facilmente, você pode (quase) prendê-las no chão e esquecê-las. Mas há algumas Índicas primitivas que você pode amamentar e elas apenas ficarão sentadas ali e morrerão de fome. Aqui estão algumas coisas para se concentrar.
Ajude as raízes a crescer: descubra onde as raízes crescerão antes de cortá-las. Mantenha essa parte do caule escura por uma ou duas semanas, enrolando um pouco de fita adesiva ao redor. Isso é chamado de “etiolação” e incentivará o enraizamento. Faça o corte com uma tesoura de bigorna afiada ou uma tesoura muito afiada, e esterilize-os após cada corte. Um podador maçante esmagará o caule e será mais difícil para as raízes se formarem. Uma lâmina de barbear fará um corte ainda mais limpo, o que também ajudará no enraizamento, mas tome cuidado para não se cortar. Tente fazer o corte em um ângulo para aumentar a área de superfície que ele tem que absorver água.

Bolhas de Ar: A planta precisa de ar para ajudar as raízes a se formarem, mas não deixe que nenhuma delas entre no caule. Isso cortará a ação capilar e tornará o trabalho de corte pobre dez vezes mais difícil. Imediatamente mergulhe a extremidade cortada em água ou solução de enraizamento para evitar que isso aconteça. Você pode até levá-lo para a pia e fazer um segundo corte com água corrente, se estiver realmente preocupado com isso. Deixe o corte na solução de enraizamento por mais ou menos um dia. Se você simplesmente deixá-lo na água, você pode ter sorte e brotar algumas raízes, mas eles realmente precisam de um pouco de oxigênio. Você pode fornecer ativamente O2 por aeração ou arejar passivamente usando um meio arejado.

Outra coisa que faz o trabalho de corte mais difícil é respirar sozinho. Faça bom uso de sua cúpula de plástico ou barraca de umidade para limitar a transpiração e evitar que o meio seque. Outra maneira de limitar a transpiração é cortar cerca de metade de cada folheto. Você ainda terá o mesmo número de folhas no caule, mas a área de superfície diminuiu. Isso também ajuda a controlar o fungo, impedindo que as folhas entrem em contato com a cúpula ou o meio.

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados